segunda-feira, 30 de outubro de 2017

O que é swordplay - Entrevista com a líder do clã DK

Hoje vim trazer uma matéria totalmente nova aqui no blog. Vim falar sobre swordplay.


O que é Swordplay?

Swordplay, são jogos que misturam elementos de artes marciais com equipamentos que simulam armas como: espadas, clavas, machados, lanças, martelos e até arco e flecha. Nesses jogos os participantes simulam duelos ou  batalhas medievais, em que o principal objetivo é a prática de atividade física e principalmente a diversão.
Existem diversas modalidades de jogos, mas em todos os oponentes usam os equipamentos para atingir o adversário marcando pontos ou eliminando o oponente de combate.
 O equipamento usado no swordplay pode ser chamado de armas boffer (ou simplesmente boffers), são feitos com materiais que absorvem o impacto e não machucam. Também pode-se fazer uso de equipamentos de proteção como escudo, ou armaduras. Como todos os esportes este também é formado por times, os times são denominados "clãs". Existem vários clãs, uns mais famosos outros nem tanto. De tempos são realizados alguns encontros entre alguns times para realizar uma simulação de combate entre exércitos, os clãs são divididos e começão um jogo muito maior e mais divertido. 
Características do Swordplay

Divertido: Muitas pessoas gostam de jogos e filmes com temática medieval. No Swordplay é possível participar de combates, jogos e dinâmicas que envolvem batalhas com espadas, machados, escudos e outros equipamentos inspirados no período medieval.

Seguro: Todas as superfícies de impacto de qualquer equipamento utilizado em um combate de Swordplay devem estar obrigatoriamente cobertos por uma camada de espuma, de modo a evitar pancadas e ferimentos nos participantes.
Saudável: O Swordplay é praticado em parques e praças da cidade, ao ar livre, promovendo atividades físicas que vão de intensidade leve a moderada. É uma maneira excelente de sair da frente do videogame e do computador, encontrar amigos, respirar ar puro e se exercitar com os jogos de combate promovidos pela Gladius.
Companheirismo: Acima de tudo, um treino ou torneio de Swordplay é um encontro de amigos com interesses em comum. 


Benefícios:
Confederação Brasileira de Esgrima lista uma série de benefícios advindos desse esporte, que em sua maioria podem advir também da prática do Swordplay :
  • Aumento da acuidade visual;
  • Desenvolvimento da agilidade nos pensamentos e movimentos, fazendo com que o atleta aja em um tempo extremamente curto;
  • Aumento da acuidade auditiva e tátil;
  • Aumento da concentração e do equilíbrio;
  • Desenvolvimento de coordenação perfeita dos movimentos;
  • Incremento da destreza mental;
  • Aumento da força de explosão;
  • Desenvolvimento de flexibilidade;
  • Aumento da força;
  • Desenvolvimento do raciocínio e de reflexos rápidos;
  • Aumento da resistência muscular;
  • Desenvolvimento da criatividade; e
  • Aumento da autoconfiança e da autoestima.


Agora vamos com a entrevista com a líder do maior clã de swordplay do Rio de Janeiro. 

Entrevista com a Nathalia Jorge líder do clã swordplay DK.

—Como o clã foi criado?

O clã se iniciou em 2012, a gente não sabia sobre swordplay, nem tinha conhecimento do que era, nunca ouvimos falar, fomos em uma feira de anime que tinha uma arena medieval lá  no caso o Richard foi, meu cunhado foi o general Stephen foi e praticou, adorou esse tipo de esporte que é uma coisa nova né, uma maneira de se exercitar sem ter aquelas rotina de  ficar correndo e fazendo exercício em academia, começamos a frequentar  encontros, treinos. Ficamos com a vontade de criar o nosso grupo, em vez de entrarmos no grupo dos outros e seguir as regras dos outros que às vezes não é de acordo com aquilo que a gente segue digamos assim,nos reunimos aqui os 6 generais, os fundadores, os 7 com ajuda de um amigo nosso que por sinal ele que deu a ideia da gente criar o  nosso. Ele falou assim "Porque em vez de vocês entrarem  no do outros, não criam o de vocês, o que impede?" ai nisso começamos a conversar, sobre qual seria o nome, as cores usados?
Tudo foi sentando e conversando com bom senso  entre nós todos e chegando  ao que é hoje, o nome, a cor que usamos, o símbolo foi um pouco difícil da gente conseguir definir um, porque até então nós tínhamos pego dois símbolo aleatório é feito, um só não ficou tão legal, não ficou tão bonito. Um conhecido nosso, que trabalha em uma gráfica, ele perguntou se gostaríamos que ele montasse um para agente ver como iria ficar, ele montou e foi amor à primeira vista, adoramos, somos gratos a ele até hoje e estamos usando a caveira no peito que foi a criação dele.



—Como você consegue administrar tudo?

Liderar  o maior clã de swordplay do Rio de Janeiro não teria êxito se não fosse a ajuda, principalmente,  do Richard que está sempre me apoiando, que está do meu lado, meu cunhado Stephen está sempre me apoiando, ajuda, tem ideias e debates. Eu acho que ninguém chega digamos assim  no topo, na liderança sozinho. Sozinho ninguém constrói nada, não adianta tentar que não tem,  não dá é muita coisa para  se fazer sozinho então temos sim que dividir as tarefas, ter outras pessoas te ajudando, te auxiliando, é fundamental. E eu como líder também, mãe, dona de casa, não posso me dedicar 100% a isso, meu tempo pro clã em si não é tão grande  quanto eu gostaria que fosse, então eles que são meus braços direito e esquerdo, eu só sou o centro ali, porque eles que estão ajustando tudo que tem que ajustar, pensando em detalhes, escrevendo textos quando são necessários.

Mais ser a líder não quer dizer que sou a dona. Ser a líder me vejo como a porta voz digamos assim, quando tem  que falar  aqui nós generais,administração tomamos alguma  decisão e eu passo adiante, é mais ou menos isso eu enxergo a liderança como porta voz, em vez de todo mundo falar eu pego as informações, o que ficou decidido  entre todos é repassado adiante. Tenho aprendido bastante, eu era uma pessoa super insegura, me sentia uma pessoa  muito imatura em relação a tomar atitude, a tomar a frente das coisas, sentia medo do que os outros iriam pensar, sentia receio por algum motivo e a pessoa não gostar, ela fazer cara feia, ficava super ressentida, retraída referente a isso. Hoje em dia  acredito que eu  pego eu falo, eu tomo as frentes, eu tomo a decisão, tomo a atitude, e meio que não  me atinge muito a reação de outra pessoa, acredito que esse amadurecimento  tenha vindo referente a liderança do  clã,  pois ali você está lidando com muitas pessoas  de idades completamente  diferentes você tem que saber falar com todos eles  de todas as maneiras, e fazer  com que eles entendam  a informação que queremos passar, então temos que estar  sempre avaliando cada pessoa  por si para poder estar  falando com eles da maneira que possam entender, porque cada pessoa tem um raciocínio diferente.

Então sobre a liderança acabei respondendo essa pergunta como conseguir administrar tudo, não dá sozinha. Estão todos aqui juntos na mesma linha tênue ajudando, auxiliando um ao outro é lembrando de coisas por ventura  eu tenha esquecido, mencionando alguma coisa, tendo ideias ou modificando alguma coisa, enfim. O clã é a junção de todo mundo. é um trabalho em equipe digamos assim. Sem esse trabalho em equipe acredito que o clã  não estaria no auge.



—O clã são só amigos que gostam de se reunir e praticar swordplay ou se consideram uma família?

Então o clã são amigos que gostam de se reunir e praticar swordplay, acho que esse é o fator principal para alguém entrar no clã, é gostar do esporte em si.
O fator principal, gostei do esporte vou entrar, após esse momento vem a socialização com os outros membros.
O  clã tem mais ou menos 200 pessoas, com certeza eu não vou gostar dessas 200 pessoas, realmente vai ter alguém que eu vou me simpatizar  pouco menos, vai ter sempre aquela rodinha de amigos com a qual eu mais me simpatizo isso acontece em qualquer meio que tenha muitos jovens. Eu acredito que o fator principal é gostar de swordplay e depois vamos criar laço de amizades, vai conhecendo mais o próximo, vai sabendo lidar com atitudes de outras pessoas, levando ao familiar, ao se considerar realmente uma grande família de amigos, que eu acho que é o segundo fator principal, o que faz dar certo é está amizade é essa consideração lado a lado digamos assim.



—O que é ser um DK?

No meu ponto de vista, o que é ser um Dk, em primeiro lugar é você ter amor para aquilo que você pratica  e com quem você pratica e com os que praticam ao seu lado, eu acho que se você não tiver amor a esses três fatores eu não sei se você  realmente é um DK. Para você ser um Dk você tem que falar com orgulho, tem que ter orgulho daquilo, não ter vergonha, é tentar fazer  o máximo possível, se você não pode está presente não quer dizer que você não é um DK, você está conversando com a galera ali, você está interagindo pelo whatsapp,  pelo facebook, tem tantas outras formas de interagir  para quem não pode ir aos treinos, que a gente entende que nem sempre a mãe deixa, tem relação  a escola, trabalho faculdade, coisas assim que possibilitam pouco comparecimento nos domingos, a gente entende sobre isso tudo. Mais ser um Dk em si é ser participativo, é ser comunicativo, é zelar pelo que gosta, que é o swordplay, digamos assim, é o fato de bater no peito é dizer  que é DK, por exemplo "eu sou DK estou aqui participando, minha família vai ter que se mudar para minas gerais", o que você vai fazer lá em minas gerais, vai deixar de praticar swordplay? que é o esporte que você ama, você vai iniciar em um outro clã, com pessoas que você não conhece? ou você pode ser um DK lá em minas gerais, você pode abrir uma filial DK lá em  Minas Gerais. Você pode continuar ser um  DK lá em Minas Gerais. Eu acho que isso que é ser um DK, você  querer levar o maior número de lugares possíveis.




—Você se considera uma boa líder?

Eu não me considero uma boa líder, não me considero ainda, falta muito para melhorar, muito mesmo  muito de mais, só com o tempo vamos aprendendo isso. Não me considero não, para eu ser uma boa líder falta  em primeiro lugar eu conseguir falar livremente quando reuni a galera, coisa que ainda não consigo, sou muito tímida sobre isso, ter um pouco mais de proatividade porque ainda não consigo  me dedicar 100%  devido as minhas outras tarefas, faz com que eu não me veja uma boa líder, vejo que ainda falta muito para eu amadurecer esse lado, mais  enfim um dia se deus quiser eu consigo.



—Como você chegou na liderança?

Como eu cheguei na liderança, todo ano a gente  renova a liderança do clã, no caso ano passado quando foi minha eleição, foram somente o pessoal da administração  que votou, então teve os requisitos para quem quisesse se eleger  a liderança, ano retrasado foi o Richard no outro ano foi o Richard também,  eu me elegi porque o Richard já queria dá a chance a outra pessoa, então me elegi, teve uma  outra menina também, e o pessoal da administração votou, talvez esse ano seja diferente, ainda não sei, não sentamos para conversar sobre isso como faríamos, teve gente dando ideia para abrir votação para o clã todo ou no facebook ou no treino mesmo, mas não foi definido ainda como iremos  fazer esse ano, vai ser votação só não sei como e se todos irão participar.

Logo do clã


Página do facebook do clã- https://www.facebook.com/dkswordplay/



quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Resenha-A Caçadora da Capa Vermelha-Maxwell Stormblack

Título: A Caçadora da Capa Vermelha
Autor: Maxwell Stormblack



Descrição:

Lutar por quem ama é melhor do que se esconder do que teme. Essa é a filosofia de algumas pessoas na vila Heliant. Isis filha de uma caçador recebe a notícia de que vai se casar Com um bancário, precisando pensar no que vai fazer ela foge para a floresta. Derek, seu amigo de infância a encontra. Em meio a calma de um lugar aconchegante eles revelam um novo sentimentos que tinham um pelo outro. A paz não dura muito tempo, os lobisomens voltam a atacam a vila, destruindo lugares e famílias. A jovem precisa  proteger quem ama. Pensando isso ela se joga de corpo e alma para proteger sua familia. Sua visão sobre as coisas mudam quando ela descobre um segredo espantoso de seu amigo e de sua avó. Nem tudo é como ela esperava. Agora ela tem que decidir entre continuar sendo quem é ou mudar para salvar todas as pessoas a sua volta.





Resenha:

A Caçadora da capa vermelha, é um livro de fantasia. A história é sobre uma jovem, Isis filha de um caçador. Isis passa a treinar sozinha após a morte de seu pai, porém os treinos dela são solitários até que um amigo passa a treinar com ela. Depois da morte de seu pai, sua família enfrenta alguns problemas financeiros, como a jovem já está com idade de casar receber a notícia de que irá se casar com o filho do banqueiro. A jovem foge para o seu esconderijo junto com seu amigo de infância Derek, em meio a uma tempestade que a vida de Isis estava se tornando ela encontra um amor. Isis descobre segredos da sua família que pode destruí-lá ou fortalecer-lá. A vida da jovem muda do dia para noite, enfim ela poderá por em prática todas as práticas que obteve em seus treinos é destruí aquela que fez mal ao seu pai.
O livro é bem curtinho é proporciona  uma leitura gostosa. A história foi bem estruturada o que facilita muito a imaginação. Recomendo este livro a todos os amantes de fantasia.


Resenha-Copo Cheio-Aline Sampaio

Título: Copo Cheio
Autora: Aline Sampaio


Sinopse:

Conto com base de estudos e pesquisas, relatando de modo ficcional e tentando abordar com leveza  a violência contra a mulher.



Resenha:

Copo Cheio, é um conto bem curtinho que retrata o abuso que uma mulher sofreu quando mais nova. Em sua vida adulta ela ainda se sentia insegura com tudo e todos, procurou uma especialista para ajuda-lá a se livrar dos seus pesadelos do passado.
Quanto uma mulher pode aguentar? Uma pergunta que esse conto nos faz querer saber a resposta.

O conto e bem curtinho é de uma leitura leve com um tema pesado. Vale apena ler, super recomendo.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Sonhei com Você-Autora Dayenne Machado

Hoje(17/10/2017) lancei meu primeiro conto no Wattpad e no LuvBook 😍

Venha conhecer é se apaixonar por Allyson. Não deixe de adicionar na sua biblioteca deixar o comentário é o voto, esse pequeno gesto deixar uma autora novata muito feliz.

Sinopse

O que fazer quando temos tudo o que queremos? Buscamos coisas novas para querer? Ou apenas nos satisfazemos com aquilo que já conseguimos?

Allyson uma mulher bem de vida, com um bom emprego, não é casada e nem tem filhos. Ally acredita que sua vida está perfeita do jeito que está. Até ele chegar em sua vida é mostrar a ela que sua linda vida está faltando algo. Está faltando ele.
Alexandre um homem sedutor que chega para abalar o mundo de Allyson.
O conto Sonhei com Você, conta a vida de Allyson e como ela reage com a chegada desse intruso em sua vida.




Autora Mônica Cristina- livro Um Amor Como Vingança

Hoje venho apresentar a vocês a nova parceira com a autora Mônica Cristina e seu livro. O livro ainda está só em formato de e-book no site da Amazon.

Biografia 

Trabalho num escritório durante o dia. Escrevo à noite.
Ler é minha paixão. 
Escrevo por necessidade. As histórias ficam pulsando em minha cabeça até saltarem para o papel.
Gosto de romance e fantasia, mas leio tudo. Até bula de remédio.
Tenho uma cachorra que passa horas dormindo ao meu lado enquanto escrevo. Puro clichê.
Amo cinema.
Crianças me encantam e sou tímida quando se trata de estranhos.
Durmo pouco e sonho muito.





Sinopse
Leon Stefanos e seus irmãos carregam marcas de um passado difícil, agora estão adultos e buscam vingança contra seu grande inimigo. O homem que destruiu suas vidas ainda na infância. Leon está disposto a ir além de seus limites, a vingança não é apenas contra seu inimigo, mas toda sua família, será que a inocente Melissa Kalimontes pode convencer Leon a esquecer o passado e o peso de seu sobrenome? Será que um amor pode superar a sede de vingança? A primeira história sobre os irmãos Stefanos.



Resenha-Sedução Irresistúvel-Kacau Tiamo

Título: Sedução Irresistível
Autora: Kacau Tiamo


Sinopse


Quando tudo dá errado na vida de Claudia Lima, ela resolve aproveitar suas férias forçadas e realizar seu antigo sonho, mudando-se para o litoral, recomeçando do zero. Enquanto procura um bom lugar para recomeçar, ela se depara novamente com um homem mais impressionante que já viu na vida.
     Ramon Marrero é um homem enigmático, dono de metade da cidade, acostumado a conseguir tudo o que quer. E, no momento, ele quer Claudia, a forasteira que invadiu sua cidade, e seus pensamentos e não poupará esforços para tê-la. 
     Mas a última coisa que Claudia quer, é um homem em sua vida. Ramon conseguirá quebrar as barreiras de Cláudia  e chegar ao seu coração machucado? E Cláudia resistirá à magnética atração que sente por ele e superará os traumas do passado? 




Resenha

Sedução Irresistível,conta a história de Cláudia, uma linda mulher com um grande sonho e uma grande decepção. Após encontrar seu marido na cama com sua irmã, Claudia toma uma grande decisão que mudará toda a sua vida. depois de se separar do crápula de seu ex marido, Claudia decide pôr em plano seu grande sonho, começando uma nova vida do zero.
A onde ela dará um grande passo em sua vida, encontra com um cara misterioso que chamou sua atenção, Ramon Marrero, um homem enigmático e dono da metade da cidade a qual Claudia está prestes a se mudar. Quem diria que mais para frente os dois irão se encontrar.

O livro tem uma leitura leve e descontraído. A história tem algumas cenas bem quentes o que apimenta mais ainda leitura. Claudia e Ramon, são dois maravilhosos personagens. Essa história é aquela que você lê depois de uma ressaca literária. A autora está de parabéns a história é linda. recomendo essa história a todos os amantes de romance.



terça-feira, 10 de outubro de 2017

Resenha-Contando Estrelas- Autora Thati Machado

Título: Contando Estrelas
Autora: Thati Machado

Sinopse

Leo e Davi deram início a uma linda história de amor, todavia ainda não encontraram seu final feliz. Enquanto Leo quer gritar para o mundo o que sente pelo amado, Davi não se sente pronto para assumir seus sentimentos e teme que a família o rejeite. Esperando que vivenciar uma pequena aventura faça Davi mudar de ideia e perceber o que realmente importa, Leo o leva para acampar junto com seus melhores amigos. O acampamento, contudo, trará surpresas e reviravoltas. Será o medo capaz de afastar dois corações que batem um uníssono? 

Resenha

Contando estrelas, é a história de dois jovens que se amam porém a sociedade os recriminam pelo seu amor. Leo e Davi são um casal com uma grande história de amor é superação. A família de Leo soube aceitar muito bem a opção sexual de seu filho, mas já a  de Davi nem sonhava em saber o que seu filho realmente era.
vivendo em uma vida de pura mentira na frente de seus pais, e com medo do que os outros pensariam sobre você, Davi com todo o apoio de seu namorado, decide se assumir e revelar a seus pais o que ele realmente é.

A história desse lindo casal é aquela história que dá vontade de ter uma igual, Leo e Davi, são aquele casal de dá inveja. A história é linda é emocionante. Eu particularmente amei a história, e recomendo ela todas as pessoas principalmente aqueles que tem preconceito com homossexialidade, leiam esse livro é parem com essa idiotice de que homem foi feito apenas para a mulher ou vice versa, somos feitos para aqueles que amamos independente se forem do mesmo sexo. Thati sua escrita é incrível estaria mentindo se não falasse que amo ela, o jeito com que você aborda os temas e desenvolver eles é apaixonante.


O que é swordplay - Entrevista com a líder do clã DK

Hoje vim trazer uma matéria totalmente nova aqui no blog. Vim falar sobre swordplay. O que é Swordplay? Swordplay , são jogos que mistu...